Skip links

MyMedCode: O teste farmacogenético que você precisa

Um amigo indica um remédio para dor de cabeça e ele não faz efeito. Essa é uma situação bastante comum. O mesmo acontece em tratamentos médicos. É feita a prescrição de uma dose e na maior parte dos casos é necessário um ajuste de dose até encontrar a quantidade certa.

O grande problema é que o tempo que se leva entre a primeira consulta até o momento que a dose é ajustada corretamente, pode levar semanas, e até meses. Nesse meio tempo, o paciente pode sofrer com efeitos adversos ou até a falta total de efeito do remédio. Colocando assim, a eficácia do medicamento e competência do médico em xeque.

Nos dias atuais, existem os testes genéticos que mudaram esse cenário. Esses testes surgiram para ajudar o médico na prescrição mais precisa e eficaz. A relação entre médico e paciente se consolida e os objetivos são alcançados mais rapidamente.

O MyMedCode é um teste farmacogenético que ajuda a determinar como cada medicamento se comporta em cada paciente, analisando o seu DNA.

Nós, da Proprium, criamos um exame simples e eficiente, aliando a tecnologia com a medicina individualizada, que coleta as células presentes na saliva, para analisar os diversos marcadores genéticos relacionados aos medicamentos mais usados.

De acordo com os especialistas, os medicamentos são inadequados para certas pessoas por alguns motivos, sendo os principais: a ausência de efeito, funcionando assim como placebo no organismo do paciente ou a intolerância que provoca efeitos adversos. Os medicamentos não costumam fazer efeito em cerca de 30% a 50% da população.  

A metabolização de enzimas no fígado é o processo que permite que alguns desses casos ocorram. Em alguns pacientes, pode acontecer a metabolização mais lenta e em outros de forma mais rápida. Quando metabolizado de forma lenta, o medicamento se acumula no organismo causando diversos efeitos colaterais. Já quando é metabolizado de forma rápida, quase sempre, o efeito desejado não é alcançado.

O teste farmacogenético surgiu como uma lanterna que ajuda a iluminar o que antes era incerto. Com isso, é possível analisar como o metabolismo de cada paciente age, como o corpo reage a cada tipo de medicamento, se existem predisposições para efeitos adversos e níveis de sensibilidade a certos tipos de medicamento.

No caso de doenças como a depressão, o teste ajuda na diminuição do sofrimento do paciente. Já que muitos tratamentos acabam sendo abandonados pelo paciente acreditar que nenhum medicamento fará diferença. O que é perigoso em pacientes que têm níveis mais graves da doença.

Quais os benefícios dos testes genéticos?

Além de ajudar o paciente a abreviar o sofrimento diante de efeitos adversos, os testes farmacogenéticos tem como finalidade também ajudar na economia, já que com tratamentos mais eficazes, menos efeitos colaterais e mais assertividade, o paciente gasta menos com tratamentos, medicamentos e outros exames.

Em muitos países, como nos Estados Unidos, algumas famílias já fazem o teste genético nos filhos assim que nascem. Desta forma, como as informações do DNA não mudam, essas crianças têm pela vida toda as informações necessárias para enfrentar qualquer desafio quando falamos de tratamentos médicos.

Portanto, não há tempo melhor para se viver do que hoje. O que antes era apenas um futuro distante está disponível para você em poucos cliques. Leve para você e sua família o que há de melhor em tecnologia e medicina individualizada e garanta uma melhor qualidade de vida.

×